30 de setembro de 2005

Campanha no mercado (II)

1 comentário:

cine7 disse...

Todo o político gosta de "vender o seu peixe" entre as pessoas mais simples, como algumas pessoas que trabalham no mercado ou lá costumam ir às compras. São justamente essas as pessoas mais susceptíveis de, perante as suas dificuldades diárias, irem "na cantiga do bandido". Na zona onde resido a camapnha foi forte, já não podia ouvir mais os carros de campanha a passarem com aquelas musiquinhas dos partidos. Os políticos nisto e em muitas coisas assemelham-se a anúncios de publicidade (por vezes enganosa) ou àqueles relações-públicas que têm de estar o dia todo num hipermercado a perguntarem às pessoas se querem experimentar o produto X ou Y.
Tudo isto contribui para um descrédito da classe política. As promessas são muitas, mas como diz o povo: «Palavras, leva-as o vento».
Cumprimentos, Isabel F.